Monthly Archives: maio 2011

Dois curtas de Rafael Conde

. Rafael Conde on vimeo Anúncios

Publicado em Poesia&Imagem, Poesia&Música | Deixe um comentário

Almond branches in bloom

. All the strangeness inside all violence Every winter side to side my bones Trumbles men’s ignorance Lives the color in blue tones . Sustain my fear in gears Flower the sun resting power Indeed of the white sheets That … Continue lendo

Publicado em Poesia&Imagem | Deixe um comentário

O ARTISTA INCONFESSÁVEL

. Fazer o que seja é inútil. Não fazer nada é inútil. Mas entre fazer e não fazer mais vale o inútil do fazer. Mas não fazer para esquecer que é inútil: nunca o esquecer. Mas fazer o inútil sabendo … Continue lendo

| Deixe um comentário

58 do Waly Marujeiro da Lua

“- o império é o absoluto e a queda. E agora vazio e saciado que vou fazer de tudo que não me tornei?”

Publicado em Poesia&Imagem | 1 Comentário

figurinhas do etc

. germina – revista de literatura e arte [indicado pelo caioman] .

Publicado em Poesia&Imagem | Deixe um comentário

last cazaques

. “olhai bem a vossa mente, nela na certa encontrareis mil regiões não descobertas. Percorrei-as, que assim sereis um dia conhecedor da própria cosmografia” THOREAU .

Publicado em Idéias&Ideais | Deixe um comentário

fractus2? e o Bem

[o BEM: em espírito e em verdade] [o bem não é para se contemplar, é para se fazer] VALORES MORAIS – ATO [ÉTICA/ESTÉTICA] TORNAR-SE (KANT) [a polidez é a arte dos signos] [polidez ~ autenticidade] MONTAIGNE: “O FUNDAMENTO DE MEU … Continue lendo

| Deixe um comentário